NAS REDES

Biografia

A Vida

1960

Aécio Neves da Cunha nasce em Belo Horizonte, no dia 10 de março.

Filho de Aécio Cunha e Inês Maria, tem dois avôs que se destacam na política nacional: Tristão da Cunha e Tancredo Neves.

1984

Forma-se em Economia, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

1991

Nasce sua filha, Gabriela.

Aécio e Dona Risoleta

Aécio Neves e a Dona Risoleta, na sacada do Solar dos Neves, em São João del Rei. Foto: Leonardo Lara

Primeiros Passos na Política

1981

É convidado por Tancredo Neves a trabalhar na campanha para o governo de Minas Gerais.

1983

Torna-se secretário particular de Tancredo Neves, no Governo de Minas.

1984

Participa do Movimento das Diretas e da Campanha Presidencial de Tancredo Neves.

1985

Após a morte de Tancredo Neves, é nomeado diretor da Caixa Econômica Federal e presidente da Comissão do Ano Internacional da Juventude.
 

Primeiros Passos na Política

Aécio Neves, no Palácio da Liberdade, como secretário de Tancredo Neves. Foto: Mauro Paes Zallio

Câmara Federal

1986 a 2002

Cumpre quatro mandatos seguidos, como deputado federal.

1988

Participa da formulação da Constituição Brasileira, com a apresentação de 46 emendas, entre as quais destaca-se a que instituiu o direito ao voto para os jovens entre 16 e 18 anos.

1989

Filia-se ao PSDB.

1997 a 2000

Atua como líder do PSDB na Câmara.

2001

É eleito presidente da Câmara dos Deputados. Entre as suas principais realizações, destacam-se: a articulação política que possibilitou a criação do Conselho de Ética, a implantação do Código de Ética e Decoro Parlamentar e o fim da imunidade parlamentar para crimes comuns.

2002 e 2002

É eleito o político mais influente do Congresso segundo pesquisa do Diap.

Presidência da Câmara

Aécio Neves na eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. Foto: Arquivo da Câmara

Governo de Minas

2002

É o primeiro governador de Minas Gerais eleito em primeiro turno, com cerca de 60% dos votos válidos.

2004

Anúncia o “déficit zero nas contas públicas do Estado, a partir da adoção de um novo modelo de trabalho, denominado “Choque de Gestão”. Para obter esse resultado, determina a extinção de cargos, enxuga o tamanho do Estado e corta seu próprio salário.

2006

É reeleito em primeiro turno, recebendo a maior votação da história de Minas: cerca de 77% dos votos válidos.

2010

Seu governo atinge um índice superior a 90% de aprovação, de acordo com pesquisa da Vox Populi/Fiemg.

Inaugura a Cidade Administrativa Tancredo Neves, a nova sede do Governo de Minas, projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

Transfere o cargo ao seu sucessor, Antonio Anastasia, que, em 2010, vence as eleições para o Governo de Minas Gerais e dá continuidade ao projeto de governo de Aécio Neves.
 

482111_436189563092597_77706394_n

Aécio Neves e sua filha, Gabriela, na cerimônia de posse do Governo de Minas. Foto: Eugênio Sávio

Senado Federal

2010

É o senador mais votado, por Minas Gerais, recebendo 7.565.377 votos. Seu companheiro de chapa, Itamar Franco, fica em segundo lugar.

2011

Faz um discurso inaugural no Senado, que tem quatro horas e meia de apartes, realizados por mais de 30 senadores.

Participa do lançamento da Frente pela Adoção.

2012

Participa do lançamento da Frente Parlamentar da Gestão Pública.
 

2010 a 2013

Como parlamentar, tem defendido, de forma especial: a elaboração de um novo pacto federativo; o fortalecimento da ação parlamentar, com a restrição ao uso das medidas provisórias; a redução de impostos; a ampliação dos direitos dos trabalhadores domésticos; o direcionamento de 10% da receita do governo federal para a área de saúde; a mudança no cálculo usado para pagamento dos royalties da mineração.

2013

É eleito presidente nacional do PSDB, com mais de 97% dos votos do partido.

_DSC9162

Aécio Neves no Plenário do Senado. Foto: Cadu Gomes